Cientistas encontram gás na atmosfera de Vênus que pode significar vida


Rastros de um gás intenso flutuam pelas nuvens de Vênus, que provém de organismos aéreos, ou seja, uma vida microbiana — mas não como aqui é conhecida.

Os astrônomos detectaram fosfina a 48 mil quilômetros acima da atmosfera do planeta, e não conseguiram identificar um processo diferente de vida que pudesse explicar sua presença.

A fosfina, liberada por micróbios em ambientes carentes de oxigênio, estava presente em quantidades maiores do que o esperado. A descoberta levanta a possibilidade de que a vida ganhou um ponto de apoio no vizinho, a Terra, e assim remanescentes se agarraram – ou flutuaram, ao menos – enquanto Vênus estava sofrendo um aquecimento global fora de controle que tornava o clima no planeta infernal.

Por cerca de 2 bilhões de anos, Vênus foi temperado e abrigou um oceano. Mas hoje, uma densa atmosfera de dióxido de carbono cobre uma superfície praticamente sem água, onde as temperaturas costumam chegar a 450ºC. As nuvens no céu dificilmente são amistosas, chovendo gotas de ácido sulfúrico 90%.

As condições do planeta são extremamente desagradáveis, o que faz que muitos cientistas acreditem que o planeta não há vida. Em vez de vir de "venusianos" flutuantes, eles suspeitam que a fosfina está surgindo de processos mais mundanos.

"É completamente surpreendente dizer que a vida poderia sobreviver cercada por tanto ácido sulfúrico", disse a professora Jane Greaves, astrônoma da Universidade de Cardiff, líder da equipe que fez a descoberta. "Mas todas as rotas geológicas e fotoquímicas que podemos imaginar são muito subprodutivas para produzir a fosfina que vemos".

Na Terra, o gás fosfina é liberado por micróbios em ambientes carentes de oxigênio, como sedimentos de lagos e vísceras de animais. Outras rotas de produção são tão extremas. O interior de Júpiter de Saturno — como planetas rochosos, ter fosfina é considerado um sinal de vida.

Autor: Felype Oliveira

Comente este artigo

1 Comentários

  1. Ótimo! talvez lá encontrem a cura pra esse vírus maldito...

    ResponderExcluir